No dia 11 de outubro é celebrado o dia Municipal e Internacional da Menina. Em alusão à data, a ONG Plan International, em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), inicia na segunda-feira (07) a ação #meninasocupam, por meio da qual meninas terão, por um dia, a experiência de viver uma situação de poder. Uma menina ocupará o lugar do prefeito Firmino Filho no dia 16 de outubro.

Este ano, 14 meninas com idades que variam entre 13 e 19 anos ocuparão lugares de destaque como os de gestoras de secretarias do município, além de funções como o de vereadora e deputada estadual. A primeira menina a ocupar uma cadeira de destaque é Bárbara Martins, de 19 anos, moradora da zona rural leste, que na segunda-feira (07), ocupará o cargo de secretária municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH). Bárbara é participante do projeto Líderes da Mudança, que é implementado pela Plan International Brasil e financiado pela Dazn e Perform group.

“Representarei as vozes de todas as meninas e mostrarei toda nossa força. Minha proposta é levar projetos e serviços que possam impactar a vida das meninas de forma positiva”, declara.

Para a secretária municipal de Políticas Para Mulheres, Macilane Gomes, essa é uma oportunidade para que essas meninas tenham voz e vez e através da atividade repassem suas demandas e necessidades.  “Essa é uma forma de ampliar o poder das meninas e também mostrar o compromisso da Prefeitura de Teresina em apoiar a igualdade de gênero, dando espaço para que elas elevem sua voz e repassem suas demandas”, afirma a secretária.

Geyse Bezerra Costa, gerente da Unidade de Programas da Plan International Brasil em Teresina, destaca que o principal objetivo da ação é para que essas meninas sejam ouvidas em suas demandas e, assim, proporcioná-las garantia de direitos.

“Este ano estamos realizando também a campanha #meninaspelaigualdade e nosso esforço é para que elas ocupem esses espaços de liderança, possibilitando que sejam ouvidas em suas demandas, dando até mesmo visibilidade à violência sofrida por elas simplesmente por serem meninas. Essa é uma luta pela garantia de direitos e em busca de um mundo justo e igualitário para todas e todos”, pontua.

Teresina primeira capital a reconhecer o dia da Menina

De acordo com a ONG Plan International Brasil, Teresina foi a primeira capital a incluir a data no calendário oficial de eventos por meio da Lei 4.962, sancionada em 12 de fevereiro de 2016. E em agosto desse ano, foi aprovada também a Lei que considera a data como o dia estadual das Meninas.

Além disso, como resultado dos esforços da Plan para mobilizar governos e estados sobre o tema, em 2012 a ONU instituiu, em Assembleia Geral, o Dia Internacional da Menina, estabelecido no dia 11 de outubro. A Plan International é uma organização não-governamental de origem inglesa ativa há 76 anos e presente em 70 países.

Fonte: Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).